ArtigosPT
Diretório de Artigos Exclusivo

O que são os Paraísos Fiscais?

Descubra o que são os paraísos fiscais. Saiba porque muitos milionários e bilionários usam estes países para esconder dinheiro. Como pagar menos impostos e ganhar mais dinheiro.

Um Paraíso Fiscal ou País Offshore é simplesmente um país onde você pode pagar menos impostos. Muitas pessoas – geralmente os milionários e bilionários – usam os paraísos fiscais para pagarem menos impostos às Finanças e proteger os seus bens. Algumas pessoas também usam estas jurisdições fiscais para esconder dinheiro das autoridades no seu país de origem, o que é considerado como evasão fiscal – é punível. Esta não é a maneira mais inteligente pois, com um bom planeamento fiscal, é possível poupar milhões de euros em impostos.

No que toca à evasão fiscal, este tipo de países é usado para este ato ilegal, porque essas pessoas ganharam dinheiro de maneiras ilegais. Contrário à percepção comum, essas pessoas não são bem vindas em nenhum país offshore.  Normalmente, mais ano ou menos ano, essas pessoas são apanhadas, sem contar que ultimamente fugir ao fisco é cada vez mais difícil. Por isso, sai mais barato contratar um bom contabilista para ajudar a pagar menos impostos, do que esconder o dinheiro numa conta offshore.

Alguns dos paraísos fiscais possuem taxas zero, isto é, não tem que pagar impostos sobre todo o dinheiro que ganhou durante o ano passado ou sobre as heranças que recebeu. Sem contar que, se você tiver uma empresa registada num destes países, o seu negócio não terá que pagar impostos sobre os lucros. Esses países ou regiões são:

  • Ilhas Caimão
  • Dubai
  • Mónaco
  • Bahamas
  • Bermuda
  • Panamá
  • Hong Kong
  • Suíça

Esses países ou regiões têm estes regimes de benefícios fiscais porque querem atrair investimentos estrangeiros para ajudar no desenvolvimento da economia local. Desta forma, o sistema económico do país começa a crescer a um ritmo acelerado, com importações e exportações, o pagamento de salários, taxas para criação de novos negócios, entre outros gastos.

Algumas pessoas preferem estas jurisdições com o propósito de proteger os seus bens, devido a não ser possível em muitos casos conhecer quem são os principais proprietários da empresa, e onde estão localizados. Nos países offshore é possível esconder alguns dos seus bens, como por exemplo, casas, carteira de investimentos, carteira de imóveis, contas bancárias, etc.