ArtigosPT
Diretório de Artigos Exclusivo

Buscar Emprego em 8 passos

Saiba como buscar empregos em apenas oito passos. Encontre dicas dos profissionais de recursos humanos para sair do desemprego ou mudar de trabalho para conseguir um salário melhor.

Cada dia em vários países o número de candidatos que procuram trabalho é cada vez maior. E não é uma tarefa fácil. O certo é que no momento atual de crise financeira mundial, onde muitos países possuem uma taxa de desemprego entre 14% e 25%, encontrar emprego pode ser muito complicado. As vagas são cada vez menores, os candidatos multiplicam-se e os pontos disponíveis podem não conseguir profissionais com o perfil adequado. Diante desta situação, é conveniente recordar uma série de dicas que facilitam a busca e ajudam a aumentar a possibilidade de conseguir um posto de trabalho. Perseverança, mostrar disposição, melhorar a sua formação profissional e ressaltar os seus pontos fortes tanto no currículo com nas entrevistas de trabalho pode ser o caminho para o sucesso.

Encontrar um trabalho não é fácil. Menos quando existe uma grande quantidade de pessoas a engrossar a lista dos desempregados, e embora pareça óbvio, o mais importante é buscar uma colocação e ter sucesso, apesar dos problemas que isso possa causar-lhe. Embora não sejam fórmulas mágicas, existem algumas dicas que você deve seguir:

  1. Marcar objetivos – A primeira coisa que deve fazer quando decide encontrar um trabalho é fixar as suas prioridades, saber qual o posto que pretende conseguir e ter bem claro as condições de trabalho. Você tem que se organizar e refletir antes de começar, além disso deve entender todo o processo  de busca como um trabalho. Para isso, convém impor horário e atividades que deve cumprir a cada dia. Esta atitude faz com a busca torne-se mais eficaz.
  2. Formação – É necessário apresentar melhor aptidão dos que o resto dos candidatos. Você deve apostar fortemente numa formação profissional contínua numa área específica através dos cursos disponíveis no seu país. Procure por cursos no Brasil ou em Portugal.
  3. O Currículo – É a primeira imagem que a empresa ou negócio tem sobre um trabalhador. Transmitir claridade e concisão é importante para o posto de trabalho a que se candidata. Opte por adaptar o seu currículo à vaga disponível, e inclua apenas informação relevante.
  4. Mostrar disposição – Não se pode pretender querer um trabalho e querer logo de início um salário alto ou o melhor horário. Trabalhar supõe esforço e é essencial estar disposto a fazê-lo. Mais importante que a formação e o melhor curriculum vitae é ter a disposição certa, capacidade de trabalho e sacrifício.
  5. Canais adequados – Seja através da Internet, feiras de emprego, classificados de emprego em jornais e diários ou mediante os canais institucionais, o importante é buscar um canal que se adapte à sua área. Na Internet tem uma grande variedade de lugares onde encontrar ofertas de trabalho para trabalhar em Portugal ou no estrangeiro e vagas no Brasil.
  6. Entrevista pessoal – É necessário ir preparado e com determinação. A sinceridade, claridade, confiança e uma predisposição positiva são imprescindíveis em todas as provas de seleção. Além disso, é necessário ter cuidado com o seu aspeto pessoal, demonstrar interesse no posto de trabalho com uma atitude proativa e explorar as suas habilidades e pontos fortes sem querer cair na arrogância.
  7. Participação ativa nas redes sociais – É preciso abrir um perfil profissional em redes sociais como o LinkedIn, Twitter ou Facebook, com uma atividade concentrada no seu perfil profissional. Além disso, é conveniente seguir as páginas das empresas que normalmente possuem vagas na sua área.
  8. Agenda de Contactos – É indispensável manter uma agenda de amizades ampla e variada. Entre um candidato desconhecido e outro que uma pessoa de seleção e recrutamento conheça, a nível pessoal, optarão pela última pessoa. Família, amigos, companheiros de universidade e antigos colegas são o primeiro nível de networking.